Conselhos e reflexões para um 2C

Na Cerimônia Pública de Instalação dos Oficiais, tem-se que o cargo de 2C é de dignidade e honra. Essa definição, em si, já traz muito sobre a essência da função e das obrigações do cargo. Como você bem sabe, sou suspeito para falar do assunto por ser, declaradamente, um apaixonado pela Ritualística da Ordem… E devo muito disso ao cargo de Segundo Conselheiro (que ocupei 5 vezes)!

Recentemente, também, fui questionado sobre qual a minha grande experiência dentro da Ordem e o que aprendi com isso. Fiz algumas reflexões e agora escrevo este texto, tentando responder essa pergunta, mas, principalmente, deixando essas palavras de apoio e de conselho aos que ocupam – ou pensam em ocupar – o posto de 2C.

Tratamos, aqui, da função mais comumente atribuída ao 2C: instrução dos Iniciáticos, prezando pelo estudo e pelo aperfeiçoamento da Ritualística Capitular. Sobre a importância do Ritual em si, já escrevi sobre isso (veja aqui), por isso quero falar agora sobre a importância do estudo e da guarda do Ritual, tarefa atribuída, de regra, ao 2C.

De saída, já se pode notar que o 2C é tido como o “modelo de prática Ritualística” a ser seguido, tanto pelos demais Oficiais, como pelos Irmãos Iniciáticos. Exige-se, portanto, que este Oficial tenha uma postura de profundo respeito à Ritualística, procurando realmente entender a essência dos atos ritualísticos e fazê-los com sua maior perfeição possível, porque, dessa forma, o 2C não será apenas um modelo a seguido, mas também como fonte de inspiração para todos que o veem. Nesse aspecto, porém, destaco dois alertas que considero importantíssimos.

O primeiro deles é que, apesar de se exigir muita dedicação e perfeição do 2C, o Irmão que ocupa esse cargo não precisa ser perfeito – e certamente não o é. Somos humanos e o espaço dentro da Ordem é justamente de aprendizado. Aprendemos, também, com nossos erros. Um grande mal que já vi (e, de certo modo, também vivi) foi o de acreditar que, como 2C, não podia errar nunca.

Essas cobranças absurdas e extremadas que fazemos a nós mesmos, no exercício da função, acaba por nos desgastar muito e deixamos, até mesmo, de viver e de se divertir – a Ordem DeMolay é para ser leve!

O conselho sobre isso é, então, não ser desleixado com suas obrigações, mas também não se sacrificar por elas. Uma gestão como 2C, apesar de trabalhosa, passa rápido. Aproveite ao máximo seu tempo sem se cobrar de forma demasiada e paranoica… Confie nos seus estudos e aja com muita tranquilidade!

O segundo ponto a se destacar é sobre a humildade. A lição de humildade é recorrente dentro da Ordem, principalmente por ser um preceito da Cavalaria Medieval (recorda-se de que o emblema dos Templários era dois cavaleiros dividindo um cavalo?) e também da ideia de “Liderança Servidora” (máxima recorrente nas cerimônias de nossa Ordem). Contudo, ao lidarmos com o saber e o conhecimento, é crucial que nos atentemos ainda mais para a questão da humildade.

0d88a923dfdf3c7a3b070b70a4847be6

Santo Agostinho, inclusive, já dizia: “sê humilde para evitar o orgulho, mas voa alto para alcançar a sabedoria”. Contextualizando tudo isso para este escrito, tem-se que, por um certo período (de uma gestão), oferta-se àquele que ocupa o posto de 2C o “poder-dever” de ser um mentor/professor/orientador de tantos outros jovens que ingressam em nossas fileiras e, isso, deve ser encarado com cautela e perspicácia. Afinal, o conhecimento, quando bem utilizado e bem direcionado, torna-se sabedoria, mas quando se desvia de sua finalidade… transforma-se em arrogância!

E, certamente, não queremos lidar com arrogantes dentro de nossa Instituição, não é mesmo?

Por fim, para finalizar, faço uma pequena reflexão  sobre um outro questionamento que vi esses dias: ao perceber que um Irmão cometeu um erro Ritualístico, devo corrigir imediatamente e em público?

A resposta para essa dúvida, na verdade, pode ser facilmente encontrada no Evangelho de domingo passado (10/09/2017), no qual, logo no início, Jesus Cristo diz: Se o teu irmão pecar contra ti, vai corrigi-lo, mas em particular, à sós contigo!” (Mateus 18, 15).

Na missa que assisti, o Padre que fez a homilia atribuiu o nome dessa atitude de “correção fraterna”. Que bela lição, especialmente para nosso contexto de irmandade, não é mesmo? Como diz os ensinamentos de didática do ensino: devemos criticar em particular e corrigir em público.

Abro, no entanto, um espaço para uma pequena dica: é bastante recomendável – e até interessante – a adoção de práticas como “reunião simulada”. Sabe como isso funciona?

Primeiro, reúna os Iniciáticos e alguns outros Irmãos e sorteie os cargos do Ritual. Contudo, vocês não vão, de fato, realizar as cerimônias, mas apenas “ensaiá-las” – isso pode ser feito na Sala Capitular, com cada um fazendo o papel que o Oficial faria, se fosse durante uma sessão, ou fora da Sala Capitular, sendo que cada um deve dizer, detalhadamente, o que faria.

Atente: ao trabalhar com uma sessão simulada, entenda e explique que o objetivo é justamente ENSAIAR e APRENDER. Nessa caso, portanto, as correções podem sim ser feitas em público, para que todos aprendam uns com os erros dos outros (seria interessante até mesmo deixar que os outros participantes apontassem “os erros” uns dos outros, sempre com a intermediação do 2C/instrutor, para que seja tudo feito com concórdia e educação). Acreditem: isso melhora (e muito) e a prática ritualística, porque todos vão aprender vendo e fazendo os “papeis ritualísticos”.

Por hoje, fica esta reflexão. Até a próxima postagem!

 

P.S.: Voltei, de fato, a atualizar este blog com mais frequência – depois de muito tempo parado. Na verdade, já estou até escrevendo textos e deixando salvos para não deixar este espaço sem atualização. Irei trazer, também, algumas novidades bem interessante – como, por exemplo, entrevistas com membros de nossa Ordem – fiquem atentos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s